sábado, outubro 28, 2006

MUSE. O concerto.



Amei.

Se a natureza dos buracos negros permanece um mistério, os Muse deram no Campo Pequeno, uma pista: uma concentração rara de energia, um universo em uníssono, um mundo à parte onde se quer permanecer tanto tempo quanto possível. É que, lá dentro, há canções e imagens capazes de sugar a atenção de todos os viajantes que – não por acaso – ali aterraram.
A sala, esgotada, revelou-se o palco ideal para as alterações de estado de espírito que a música dos Muse contém. Por um lado, foi suficientemente pequena para garantir a dose de intimismo propícia à comunhão entre os fãs e a banda. Por outro, foi suficientemente grande para receber todo o aparato cénico desta digressão (que já se adivinhava pela quantidade de camiões à porta).
O preto e branco inicial do cenário, das roupas e dos instrumentos anunciavam um cinzentismo que não existiu. No palco, construído de forma assimétrica, o que não faltou foi cor: num painel ao fundo, como cenário; nas fitas de luzes em cima, como um avançado; e num polígono com écrãs em todas as faces, que, ao descer, engolia o baterista Dominic Howard.Tudo isto acessório e tudo isto necessário. Necessário, porque os Muse estão já noutro campeonato. Querem valorizar as músicas e, ao mesmo tempo, dar aos fãs mais do que podiam esperar, garantindo que levam para casa um momento inesquecível. Acessório, porque os Muse já provaram por diversas vezes em palcos portugueses que não precisam de um espectáculo assim para deixar mais uma excelente memória da sua passagem. Os concertos dos Muse esgotam por causa da música – ainda mais quando existe um álbum novo, "Black Holes and Revelations", que contém algumas das suas melhores canções. Mais: temas como "Take a bow", "Starlight", "Supermassive black hole" ou "Map of the problematique" convivem em brilhante harmonia com os temas mais antigos. Os Muse não se limitaram – nem podiam – a apresentar o novo trabalho. Fizeram uma ronda por canções escolhidas a dedo de entre os álbuns anteriores. Os fãs de sempre puderam deliciar-se com "Time is running out", "Butterflies and hurricanes", "Hysteria" (de "Absolution", 2003), "New born", "Bliss", "Plug in baby" (de "Origin of Symmetry", 2001) e "Muscle museum" (de "Showbiz", 1999), entre muitas outras. Um universo épicoO imparável vocalista Matthew Ballamy continua a ser o centro gravitacional de todas as emoções geradas pelo "power trio" britânico, pela forma como corre da guitarra para o piano – instrumentos em que é um modesto virtuoso –, pela forma como alterna as poses de astro com um ar desprotegido e, sobretudo, pela forma como canta. A atracção está naquela voz contorcionista, vasta e praticamente infalível, que deixa no final de cada verso ou palavra aquele tremor tão inseguro quanto firme, como se estivesse sempre prestes a mergulhar num precipício mas ficasse preso à superfície.Só por aqui se percebe a comparação aos Radiohead.
Mesmo assim, é cada vez mais difícil encontrar pontos de contacto. Mais depressa os encontraríamos numa banda como os Dream Theater. E mais ainda na música clássica. Mas, se quiseremos comparar, imaginemos então uma mistura de tudo isto: uma voz condenada a viver num cabo das tormentas, um rock de guitarras rasgadas, apontamentos de electrónica e toques sinfónicos (Bellamy teve formação clássica). O resultado é uma música absolutamente épica – como este concerto."Knights of Cydonia" é o último tema. A banda sai de palco sem encore. O grande polígono aterra, as luzes apagam-se, o fumo dissipa-se e, de repente, há pessoal da segurança a pedir para abandonar o recinto. Tarefa complicada, esta de voltar à terra quando o corpo ainda está de olhar no palco, esperançoso e siderado, a pedir mais uma voltinha no universo Muse.

in publico, 27.10.2006

5 Comments:

Anonymous Anónimo said...

optimo :)

segunda-feira, 30 outubro, 2006  
Anonymous Anónimo said...

Tb gostava de..... amar!!!!

segunda-feira, 30 outubro, 2006  
Anonymous e.p. said...

pode ser que eles regressem mais uma vez um dia destes ;)

terça-feira, 31 outubro, 2006  
Blogger No Hassle Loans said...

Hey nice blog. Although it�s not what I was looking for. I am looking for info on Payday Loans or a Cash Advance so I can buy some Phentramine diet pills.. I found your blog very interesting

domingo, 12 novembro, 2006  
Anonymous Anónimo said...

Desculpem por este comentário não ter nada a ver com o “comentável”. Mas penso que divulgar um evento cultural vale este “abuso”: Concorram aos V Jogos Florais de Avis. O regulamento está disponível em www.aca.com.sapo.pt
Saudações culturais!

domingo, 07 janeiro, 2007  

Enviar um comentário

<< Home