segunda-feira, julho 04, 2005

Primitive Reason

O percurso musical dos Primitive Reason iniciou-se há quase uma década na zona de Cascais. Tudo começou com o espanhol Guillermo de Llera e o suíço Jorge Felizardo. Partilhando interesses comuns que iam desde o skate à música nos seus mais variados estilos e vertentes (reggae, punk, world music, hip-hop e hard-core).
Os exemplos sonoros são diversificados, desde a rápida secção rítmica de “Kindian”, passando pelos suaves ambientes de “Had I the Courage” até à poderosa batida de “White Tree”. Neste álbum, a banda leva-nos através da mística dum contador de histórias como o Guillermo, onde culturas esquecidas do mundo são revividas através da música actual. Instrumentos como as “Tablas Indianas” e “Sitara”, dão um gosto do médio oriente à mistura eclética do tradicional Ska Jamaicano, misturado com funk, punk, metal, world music, hip-hop, drum & bass, hard-core e reggae. Tudo isto faz os Primitive Reason, o testemunho claro da coexistência de sons, cheiros e culturas diferentes, em diversas formas musicais.